Sabe, escrever esse blog há quase 3 anos e agora fazer vídeos para o meu canal no YouTube são, sem dúvida, o trabalho mais incrível que eu já tive na vida. Nunca imaginei que eu pudesse fazer algo que fosse tão significativo.

Eu quis começar a escrever porque sentia que precisava dividir as minhas vivências com outras pessoas, tentando ajudar, de alguma forma, outros pais e mães a buscar a transformação que desejam. Então, eu comecei a receber e-mails, mensagens e comentários de pessoas contando como algum texto foi importante em suas vidas. Nossa, como o meu coração se enche de alegria com isso! E mais ainda, tenho a certeza de continuar fazendo isso tudo que eu faço, com muito amor.

A minha intenção sempre foi essa, de contribuir com os textos (e agora, vídeos), porque eu acredito muito no poder da informação. Meus textos e vídeos sempre foram gratuitos e continuarão gratuitos. Meu blog não possui publiposts, pois quero que o conteúdo continue independente.

É como se eu dissesse:

— Olha, eu tenho uns textos muito legais e uns vídeos que podem ajudar muito você com os seus filhos! Mas, bem, você tem que pagar para ter acesso a eles.

Eu não concordo com isso. Eu penso que a coisa toda não é sobre como cobrar pelo meu trabalho, não é sobre como fazer você pagar por isso. O que eu acredito mesmo é no pedir ajuda. Saber pedir — e aceitar — ajuda é uma das coisas mais difíceis do mundo, porque envolve se vulnerabilizar e desconstruir um pseudo-orgulho de que todos nós fomos ensinados a ter: esse orgulho besta de que nós damos conta de tudo.

Foi, então, que quando eu comecei a pedir ajuda, comecei a receber ajuda, por pura gratidão de todas as pessoas que já se sentiram impactadas pelo meu trabalho. E eu percebi uma conexão muito profunda, que nunca havia experimentado antes com essas pessoas. Eu senti que as pessoas (vocês) estão aí, querendo ajudar, querendo retribuir, fazer com que essa roda de gratidão continue girando, contribuindo para que o meu trabalho continue independente.

Por isso que eu estou aqui, pedindo sua ajuda! Se você já se conectou a mim em algum nível, através de algum texto, vídeo ou mensagem, considere contribuir! Meus textos são gratuitos. Meus vídeos são gratuitos. E você, contribuindo, ajuda a manter esses conteúdos gratuitos e acessíveis para quem não tem condições de pagar. Percebe a importância do seu papel?

Se você já se sentiu tocado ou tocada por algum trabalho meu, e tem vontade e condições de contribuir, eu aceito com o coração em alegria. Porque isso, além de ajudar a pagar pelo meu trabalho, também ajuda com os custos de hospedagem e domínio do site, e tantas outras coisas que eu gostaria de fazer para o site! Coisas como melhorar o plano do servidor (para que o site fique mais rápido e estável), comprar equipamentos para melhorar a qualidade dos vídeos (como microfone, lente e iluminação) e, principalmente, remunerar a equipe que faz os vídeos comigo. Sim, eles não ganham um centavo (ainda) me ajudando a pensar em temas, gravar e editar os vídeos! Fazem isso porque acreditam no meu trabalho e quiseram doar o trabalho deles para ajudar a impactar ainda mais pessoas.

Até o momento, tudo está sendo feito na base do amor e na doação, mas eu percebi que existe um espaço para buscar apoio de vocês, que leem meus textos, assistem meus vídeos, acompanham meu trabalho e se sentem beneficiados por ele!

E COMO FUNCIONA ISSO? COMO POSSO AJUDAR?

Se você já se sentiu impactado por algum texto meu, se o meu trabalho já ajudou você de alguma forma, se o que eu faço já teve um impacto positivo na sua vida ou na sua família, esse já é o primeiro passo!

Ao contrário das campanhas de financiamento coletivo que são bem populares no Brasil, a ideia aqui não é que você contribua com valores altos, e sim valores justos que não irão prejudicar sua saúde financeira mensalmente. Você paga um pouco menos, mas todo mês. Você pode contribuir com qualquer valor, a partir de R$1,00 e se tornar minha querida patroa ou meu querido patrão! Você escolhe o valor, começa a apoiar o meu trabalho e ajudar tudo isso a crescer!

Mas como fazer isso? Eu tenho duas campanhas: uma no APOIA.se e outra no Patreon, que são plataforma de apoio coletivo a criadores de conteúdo. O APOIA.se é uma plataforma totalmente brasileira, enquanto que o Patreon é uma plataforma já utilizada por muitas pessoas ao redor do mundo, e ajuda a manter a independência de quem produz conteúdo independente.

A vantagem do APOIA.se é que, justamente por ser brasileiro, você não precisa de cartão de crédito internacional, não paga IOF e nem precisa se preocupar com a cotação do dólar, porque você contribui em reais! Na verdade, só mantenho minha campanha no Patreon porque algumas pessoas ainda preferem doar por lá.

É só você entrar em um dos links abaixo e escolher a contribuição que cabe no seu bolso e no seu coração!

E O QUE EU GANHO COM ISSO? TEM RECOMPENSAS?

Você ganha minha gratidão, além da satisfação pessoal que você terá ao retribuir pelo que meu trabalho já lhe proporcionou. E ainda recebe de brinde aquela sensação gostosa de saber que está ajudando a manter todo esse trabalho acessível a quem não poderia pagar!

Eu optei por não criar um sistema de recompensas, porque eu não acredito que eu deveria oferecer benefícios em troca do apoio financeiro, justamente porque a informação deve ser livre e gratuita! Não quero que meus patrões e patroas tenham acesso a um conteúdo exclusivo, porque tudo tem que ser livre.

Mas tenha certeza que você receberá meu abraço virtual e seu nome estará aqui, nesta página, como uma das pessoas que está ajudando a manter esse site.

QUERIA MUITO AJUDAR, MAS NÃO TENHO CONDIÇÕES FINANCEIRAS. E AGORA?

Tudo bem! O simples fato de você ter lido tudo até aqui já mostra como você se identifica com o meu trabalho. Eu agradeço muito pela sua intenção de ajudar financeiramente, mas saiba que não é só assim que você pode me apoiar!

A cada curtida sua nos meus posts ou vídeos, a cada compartilhamento que você faz, a cada indicação do meu site a amigos, você já está me ajudando bastante, e por isso eu fico muito agradecido. E agora, você também pode ajudar divulgando esse texto, para que mais pessoas com disponibilidade financeira e vontade no coração, possam contribuir também!

ESTOU TENDO DÚVIDAS E ATÉ OUTRAS IDEIAS QUE POSSAM AJUDAR!

Se você está com alguma dúvida, ou até se você tiver alguma ideia que possa me ajudar, por favor, mande um email para mim. É só escrever para [email protected] e a gente se fala!