fbpx

Paizinho Indica:

Colors of Paris

Buró Brasil

+ 10 anos (editora)

+ 8 anos (minha opinião)

60 minutos

2-4 JOGADORES

Competitivo

+ 10 anos

60 minutos

2-4 jogadores

Competitivo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Gostou?

Compre o jogo de uma loja parceira! É rápido, seguro e você ainda apoia o meu trabalho!

Colors of Paris é um jogo em que precisamos correr para terminar nossas pinturas e garantir mais pontos que os outros oponentes pintores mas, para isso, você precisa conseguir seus pigmentos primários para então misturá-los e aplicar na tela. Um jogo que dá uma sensação muito gostosa de estar pintando algo efetivamente e os meninos aqui em casa adoraram jogar.

Esse é um jogo clássico de alocação de trabalhadores, com a diferença que o tabuleiro onde ficam as ações gira a cada rodada, tornando certas ações indisponíveis. É daí que vem a necessidade de planejar e disputar o marcador de primeiro jogador que, em outros jogos, normalmente é ignorado. Você também precisa ficar de olho no que os outros oponentes estão fazendo, para garantir que você consiga ter os recursos necessários antes deles.

Em resumo, foi um sucesso aqui em casa com as crianças. Talvez a única coisa que pudesse melhorar, na minha opinião, são as ações bloqueadas a cada rodada. Acho que, se menos ações ficassem bloqueadas, o jogo fluiria melhor, especialmente se você está jogando com os mais novos.

Pela nossa experiência, crianças de 6 anos já conseguem jogar esse jogo, entendendo o funcionamento da mecânica geral, mas com 8 anos a criança já começa a entender como fazer o melhor planejamento e uso de recursos. E, claro, entre adultos, né? Mas aí esse jogo vai virar uma furação de olho danada entre adultos hahaha.

Veja esses jogos também!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Thiago Queiroz

Thiago Queiroz

Pai de quatro, escritor, educador parental, criador do site e canal no YouTube Paizinho Vírgula!, host dos podcasts Tricô de Pais e Vai Passar, autor dos livros "Abrace seu Filho" e "A Armadura de Bertô", e participou do documentário internacional "Dads".

QUER MAIS CONTEÚDO?

assine agora e receba o melhor sobre relacionamentos e infância, de graça!