fbpx

Crianças são o futuro? Veja as 5 Verdades Difíceis de Engolir Sobre Isso

"Se crianças são o futuro, está mais do que na hora de refletirmos sobre o que está por trás dessa expressão utilizada tão frequentemente."
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Essa expressão “as crianças são o futuro” pode, a princípio, parecer bastante precisa e acertada, mas se olharmos o contexto no qual as crianças estão inseridas, essa expressão torna-se apenas mais uma fala vazia e contraditória.

Mas por que isso acontece? Por que, frequentemente, vemos discursos como esses sendo empregados por pessoas que possuem uma visão muito autoritária sobre crianças? E a quem esse futuro serviria?

Essas são questões que venho refletindo sobre, e gostaria de convidar vocês para pensarem comigo com as 5 verdades sobre a ideia de que as crianças são o futuro.

1- As crianças precisam mesmo é do presente

Estamos sempre muito preocupados com o futuro, mas esquecemos do presente. Esperamos que “aquela fase difícil” vá passar, contamos que nosso relacionamento com os nossos filhos vá melhorar quando eles crescerem, torcemos para que eles fiquem mais velhos para o nosso diálogo melhorar.

Contudo, a verdade é que, se não agirmos no presente, o futuro não será tão generoso assim. A base segura de uma relação forte com os nossos filhos começa agora, e por mais que relacionamentos possam ser reparados ou reconstruídos a qualquer momento, é muito mais eficaz que estejamos investindo tempo e esforço agora, né?

2- Se crianças são o futuro, por que estão em último lugar hoje?

Todo mundo sabe que, para garantir o futuro, precisamos trabalhar hoje. Até os animais que hibernam sabem que, para garantir um futuro e resistir ao inverno, precisam se preparar antes.

Por que, então, as crianças são sempre as últimas a serem consideradas? Desde a educação até a vacinação, ninguém se importa muito, contanto que as necessidades dos adultos já estejam atendidas.

3- A realidade é que pouquíssimas pessoas se importam com as crianças

Lembra o quanto foi falado nos últimos anos sobre a importância da saúde mental das pessoas? De como era importante falarmos e acolhermos uns aos outros?

Agora, quantas pessoas você viu falando sobre saúde mental das crianças? Há uma crença de que a criança é uma massa de bolo que aceita tudo, e que eventualmente vai dar tudo certo com ela, quando ela crescer, mas você já experimentou fazer uma massa de bolo de qualquer jeito? Será que o bolo vai ficar bonitinho?

4- Se crianças são o futuro, é um futuro de muita violência

Não faz o menor sentido que crianças sejam submetidas a criações tão violentas, sejam físicas ou psicológicas, e ninguém se importe muito com isso. Se a formação de um indivíduo é baseada em insultos, humilhações, palmadas, castigos e recompensas, como podemos esperar um futuro empático, crítico e acolhedor?

É como se desejássemos o futuro de uma forma, mas fizéssemos tudo ao contrário no presente, esperando que a situação se resolva lá na frente. As crianças que lutem, muitos podem dizer, mas é exatamente em nome delas que os adultos mais precisam lutar, se desejam um futuro melhor.

5- Crianças, na verdade, são apenas crianças, não o futuro

Vivemos em um mundo nada amigável para crianças. Absolutamente nada é feito ou decidido em função das crianças, a não ser que estejamos falando de consumismo, porque aí todas as atenções são voltadas para produzir itens cada vez mais irresistíveis aos olhos dos nossos filhos.

Fora isso, é como se as crianças não tivessem o direito de serem crianças. Se as crianças pudessem agir como miniadultos, talvez a sociedade fosse mais tolerável com elas, mas sabemos que isso é algo impossível para uma criança oferecer.

O que eu gostaria mesmo é que nós parássemos de falar que as crianças são o futuro, e começássemos a nos preocupar com o presente das crianças. A ouvir as crianças e fazê-las perceber que são ouvidas, que são importantes e amadas por quem elas são.

No melhor dos mundos, crianças seriam apenas crianças e o lema seria: os adultos que lutem.

Então que lutemos aqui, nós mesmos, para garantirmos um presente mais decente para as crianças.

Thiago Queiroz

Thiago Queiroz

Pai de quatro, escritor, educador parental, criador do site e canal no YouTube Paizinho Vírgula!, host dos podcasts Tricô de Pais e Vai Passar, autor dos livros "Abrace seu Filho" e "A Armadura de Bertô", e participou do documentário internacional "Dads".

Newsletter

Não perca o melhor do Paizinho no seu email. De graça

Veja esses conteúdos também!

Comentários

1 comentário em “Crianças são o futuro? Veja as 5 Verdades Difíceis de Engolir Sobre Isso”

  1. Boa, Thiago! Ótimas reflexões que partem desse lugar comum vazio e irritante do “crianças são o futuro”, por mais que a frase possa vir de pessoas bem intencionadas.

    Abs,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

QUER MAIS CONTEÚDO?

assine agora e receba o melhor sobre relacionamentos e infância, de graça!