fbpx

Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos

"Um manual para aquelas muitas dúvidas sobre o que, como e quando oferecer para o bebê. "
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Poucas pessoas sabem, mas existe um documento elaborado e atualizado periodicamente pelo ministério da saúde com recomendações sobre hábitos alimentares saudáveis que aborda desde as explicações sobre questões nutricionais, até orientações sobre manipulação e preparação dos alimentos, planejamento de cardápio, grupos alimentares, etc.

É o Guia alimentar da população Brasileira.

E também existe uma versão desse guia que fala especificamente sobre aleitamento materno, introdução alimentar e alimentação até os 2 anos: O Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos e é sobre ele que eu gostaria de falar mais por aqui.

É  ilustrado, tem uma linguagem bem acessível e tem muita informação atualizada sobre amamentação, armazenamento de leite materno, formas de oferecer o leite. Fala também sobre uso de fórmulas, introdução alimentar, sugestões de cardápios, etc.

É um manual para aquelas muitas dúvidas sobre o que, como e quando oferecer. 

As recomendações são elaboradas a partir de 7 princípios:

1. A saúde da criança é prioridade absoluta e responsabilidade de todos.

2. O ambiente familiar é espaço para a promoção da saúde.

3. Os primeiros anos de vida são importantes para a formação dos hábitos alimentares.

4. O acesso a alimentos adequados e saudáveis e à informação de qualidade fortalece a autonomia das
famílias.

5. A alimentação é uma prática social e cultural.

6. Adotar uma alimentação adequada e saudável para a criança é uma forma de fortalecer sistemas alimentares sustentáveis.

7. O estímulo à autonomia da criança contribui para o desenvolvimento de uma relação saudável com a
alimentação.

E baseados nesses princípios, temos:

Doze Passos para uma Alimentação Saudável

1. Amamentar até 2 anos ou mais, oferecendo somente o leite materno até 6 meses.

2. Oferecer alimentos in natura ou minimamente processados, além do leite materno, a partir dos 6
meses.

3. Oferecer água própria para o consumo à criança em vez de sucos, refrigerantes e outras bebidas
açucaradas.

4. Oferecer a comida amassada quando a criança começar a comer outros alimentos além do leite
materno.

5. Não oferecer açúcar nem preparações ou produtos que contenham açúcar à criança até 2 anos de idade.

6. Não oferecer alimentos ultraprocessados para a criança.

7. Cozinhar a mesma comida para a criança e para a família.

8. Zelar para que a hora da alimentação da criança seja um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto junto da família.

9. Prestar atenção aos sinais de fome e saciedade da criança e conversar com ela durante a refeição.

10. Cuidar da higiene em todas as etapas da alimentação da criança e da família.

11. Oferecer à criança alimentação adequada e saudável também fora de casa.

12. Proteger a criança da publicidade de alimentos.

 

Sabemos que a qualidade da alimentação é fundamental para a saúde das nossas crianças e que rolam muitas dúvidas sobre o tema, por isso trouxemos esse material com informações confiáveis e fáceis de acessar.

Deixe salvo no celular e consulte quando precisar.

Espero que ajude,

Com carinho

Thiago Queiroz

Guia alimentar da população Brasileira

Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos

Thiago Queiroz

Thiago Queiroz

Pai de quatro, escritor, educador parental, criador do site e canal no YouTube Paizinho Vírgula!, host dos podcasts Tricô de Pais e Vai Passar, autor dos livros "Abrace seu Filho" e "A Armadura de Bertô", e participou do documentário internacional "Dads".

Newsletter

Não perca o melhor do Paizinho no seu email. De graça

Veja esses conteúdos também!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

QUER MAIS CONTEÚDO?

assine agora e receba o melhor sobre relacionamentos e infância, de graça!