A amamentação deveria ser algo extremamente intuitivo mas, ultimamente, intuição é o que menos se vê por aí. Mas isso não significa que as mulheres esqueceram de amamentar, ou têm algum “defeito”. A questão é que uma enxurrada de conselhos e informações equivocadas, ao longo dos anos, acaba minando a autoconfiança dessas mulheres.

Quando eu tive a ideia de fazer um post com as perguntas mais frequentes sobre amamentação, minha intenção era justamente essa: ajudar a desvendar os principais mitos e ajudar com informações que fizessem as mulheres sentir-se mais seguras.

Então, fiz o convite a duas mulheres que, além de ser profundas entendedoras do assunto, são mulheres que admiro muito: Bianca Balassiano Najm (Posso Amamentar) e Mariana Amaral (Maternices). A elas, tenho uma enorme gratidão por todo o conhecimento compartilhado aqui e a prontidão em ajudar nesse projeto.

Eu gostaria de agradecer também à Bianca (novamente) e à Melissa Weber Mendonça, por terem cedido imagens em que elas amamentam seus filhos. Imagens belas e fortes, que ilustram um projeto igualmente belo e forte.

Esta é a segunda parte deste trabalho, mas você pode encontrar a primeira parte aqui: Amamentação: Perguntas Frequentes – Parte Um.