fbpx

Amamentação: Perguntas Frequentes – Parte Dois

"Imagine as principais perguntas sobre amamentação, respondidas por gente que sabe do assunto. Em homenagem à Semana Mundial de Aleitamento Materno, este é o Perguntas Frequentes de Amamentação, segunda parte! Com a colaboração importantíssima de Bianca Balassiano Najm e Mariana Amaral."

A amamentação deveria ser algo extremamente intuitivo mas, ultimamente, intuição é o que menos se vê por aí. Mas isso não significa que as mulheres esqueceram de amamentar, ou têm algum “defeito”. A questão é que uma enxurrada de conselhos e informações equivocadas, ao longo dos anos, acaba minando a autoconfiança dessas mulheres.

Quando eu tive a ideia de fazer um post com as perguntas mais frequentes sobre amamentação, minha intenção era justamente essa: ajudar a desvendar os principais mitos e ajudar com informações que fizessem as mulheres sentir-se mais seguras.

Então, fiz o convite a duas mulheres que, além de ser profundas entendedoras do assunto, são mulheres que admiro muito: Bianca Balassiano Najm (Posso Amamentar) e Mariana Amaral (Maternices). A elas, tenho uma enorme gratidão por todo o conhecimento compartilhado aqui e a prontidão em ajudar nesse projeto.

Eu gostaria de agradecer também à Bianca (novamente) e à Melissa Weber Mendonça, por terem cedido imagens em que elas amamentam seus filhos. Imagens belas e fortes, que ilustram um projeto igualmente belo e forte.

Esta é a segunda parte deste trabalho, mas você pode encontrar a primeira parte aqui: Amamentação: Perguntas Frequentes – Parte Um.

Thiago Queiroz

Thiago Queiroz

Pai de quatro, escritor, educador parental, criador do site e canal no YouTube Paizinho Vírgula!, host dos podcasts Tricô de Pais e Vai Passar, autor dos livros "Abrace seu Filho" e "A Armadura de Bertô", e participou do documentário internacional "Dads".

Newsletter

Não perca o melhor do Paizinho no seu email. De graça

Veja esses conteúdos também!

Minha relação com as REDES SOCIAIS | Paizinho, Vírgula!

Será que não está na hora de refletimos sobre o volume de informações que temos consumido e no quanto isso tem impactado nas nossas relações e na forma de lidar com o mundo? Vem comigo nessa conversa para entender os meu motivos pelos quais vamos mudar a forma de produzir conteúdo por aqui. Jogos –

Leia mais »

Comentários

6 comentários em “Amamentação: Perguntas Frequentes – Parte Dois”

  1. Raquel, a minha esposa fez uma mamoplastia redutora com inclusão de próteses de silicone também. Não foi tão antes de engravidar do nosso filho e esse medo de ter ductos danificados foi o que mais assombrou ela durante todo o início da lactação do nosso primeiro filho. E, hoje, podemos dizer que boa tarde dos problemas que ela teve durante a amamentação foram justamente a falta de segurança sobre a capacidade de ela amamentar. Ela amamentou o Dante até seus 2 anos e meio, e agora com Gael, aos 4 meses, tudo está indo muito bem!

    O que eu gostaria de dizer a você é que você nunca vai saber se houve dano ou não, e que nem durante a amamentação é possível medir a sua produção de leite. Por outro lado, a confiança é um fator importantíssimo na amamentação. Entende como a coisa pode dar errado simplesmente por não acreditar, mesmo que os ductos não estejam danificados?

    O que eu sugiro a você é que procure por uma consultora de amamentação e converse com ela. Faça uma consulta pré-parto, para reduzir os seus medos e aumentar a sua confiança. E, durante os primeiros dias de vida do seu filho, conte também com o apoio de uma consultora, para que ela lhe ajude nos possíveis desafios que, talvez, nem estejam relacionados aos ductos em si.

    Espero ter ajudado!

  2. Karine Rodrigues

    Thiago, se você publicar o conteúdo em texto, possibilitará que mães cegas (como eu) que amamentam e desejam amamentar possam ter acesso à postagem. Nossos leitores de tela não reconhecem imagens, só fazem a leitura do que estiver em texto. Acompanho as postagen da sua página e gosto muito, gostaria de ler também esta! Obrigada!

    1. Karine,

      Eu não tinha a menor ideia que meus textos tinham esse alcance! Obrigado por me mostrar isso e pode deixar, que vou providenciar a versão escrita do artigo!

      Um abraço!

  3. Que demais, Thiago! Parabés pela iniciativa! Se me permite uma dica, publica também o conteúdo em texto, mesmo que não divulgue, além desse formato em imagens. Isso vai ajudar e muito o blog em SEO e vai facilitar que mais mães com essas dúvidas encontrem o post ao dar um google! Talvez você até já saiba disso, e tenha cadastrado o texto de alguma forma no código, mas adoro o blog e achei válido dar a dica! Beijos <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

QUER MAIS CONTEÚDO?

assine agora e receba o melhor sobre relacionamentos e infância, de graça!